Ordenação de seis diáconos em Roma

O Prelado do Opus Dei, D. Javier Echevarría, conferiu o diaconato a seis fiéis da Prelazia de três países diferentes. A cerimônia foi na paróquia de São Josemaria (Roma), no dia 27 de fevereiro.

Opus Dei
Opus Dei - Ordenação de seis diáconos em Roma

Seis fiéis do Opus Dei receberam o diaconado das mãos do Prelado, D. Javier Echevarría, numa cerimônia que teve lugar na paróquia de São Josemaria (Roma). Os novos diáconos são Alejandro Jesús Arenas (Peru), Eduardo Ares (Espanha), Miguel Ángel Correas (Espanha), Pablo López (Espanha), Carlos Rodríguez (Espanha) e Irineo Pallares (México).

Após terem trabalhado em diferentes profissões, realizaram os estudos e a formação necessária para receber as sagradas ordens. A sua ordenação presbiteral está prevista para o próximo dia 4 de setembro no Santuário de Torreciudad (Espanha).

Explicai as grandes verdades da nossa fé de modo positivo.

Na sua homilia, o Prelado do Opus Dei dirigiu-se aos diáconos com estas palavras: “A partir de hoje, a nossa Mãe [a Igreja] confia-vos o poder de pregar com autoridade a Palavra de Deus, de distribuir o Corpo de Cristo na Comunhão, de vos exercitardes nas obras de caridade em nome do próprio Senhor”.

“Na pregação, meus filhos – continuou – explicai as grandes verdades da nossa fé de modo positivo, especialmente as que se referem à salvação eterna da alma. Este é um serviço de grande importância no mundo atual”.

Recordou, também, que “a liturgia de hoje ensina-nos que na bondade de Deus, a misericórdia e a justiça se entrelaçam. A mensagem é clara: aproveitemos o tempo da misericórdia, para nos prepararmos todos os dias para o nosso futuro encontro, cara a cara, com o amor de Deus”.

Em concreto, o Prelado sugeriu refletir sobre “como estamos vivendo a preparação da Páscoa, neste Ano da misericórdia”, pedindo a Deus “a graça de saber confessar os nossos pecados para obter o seu perdão”.

“O reconhecimento das nossas culpas – salientou – é a chave para abrir as portas da divina clemência (...). A mão de Deus, paterna e materna, está sempre disposta a cancelar as nossas culpas se nos aproximarmos da confissão”.

Finalmente, convidou a que “nos aproximemos mais ao Senhor, nas restantes semanas da Quaresma. Uma confissão mais profunda, com maior dor pelos pecados, pode ser o impulso de que necessitamos para produzir muitos frutos, quer na nossa vida pessoal, quer no trabalho apostólico, sempre com alegria cristã”.

Ao sacerdócio, depois de anos de trabalho profissional


Os novos diáconos são: Alejandro Jesús Arenas (Peru), Eduardo Ares (Espanha), Miguel Ángel Correas (Espanha), Pablo López (Espanha), Carlos Rodríguez (Espanha) e Irineo Pallares (México).

Alejandro Jesús estudou Engenharia Mecânica na Universidade Nacional de Engenharia, em Lima (Peru). Durante 10 anos, antes de iniciar a sua preparação em Teologia, trabalhou como representante comercial de produtos hidráulicos.

Irineo Pallares, procedente de Culiacán (México) estudou Administração financeira. Durante 13 anos trabalhou num hotel de cinco estrelas, onde realizou numerosas tarefas, desde receber e transportar as malas e recepcionista no início, até ser gestor de receitas e despesas. Foi também gerente de um negócio de roupa e chefe de formação no Colégio Chapultepec.

Eduardo Ares estudou Filologia Clássica na Universidade Complutense de Madrid (Espanha). Foi professor em numerosos colégios e institutos. É, além disso, narrador oral cênico, uma paixão pela qual recebeu prêmios internacionais. Miguel Ángel Correas, originário de Alcázar de San Juan (Espanha), estudou Engenharia Técnica Informática na Universidade de Castilla la Mancha. Durante mais de dez anos foi professor numa Escola Familiar Agraria em Moratalaz (Ciudad Real, Espanha).

Carles Rodríguez Raventos estudou Eletrônica industrial no Collegi Xaloc (L'Hospitalet de Llobregat) e Arquitetura Técnica, especializado em coordenação de segurança na construção. Trabalhou para a multinacional suíça SGS (Société Générale de Surveillance) como coordenador de segurança durante quase 10 anos.

Pablo López González é licenciado em Psicopedagogia. Professor na especialidade de Educação Física, trabalhou no Colégio Andel (Madrid) até 2010, ano em que iniciou os seus estudos eclesiásticos.


Link para a homilia completa do Prelado (Roma, 27 de fevereiro de 2016) (espanhol)