D. Javier Echevarría em Burgos

D. Javier Echevarría, esteve semana passada em Burgos para celebrar uma Missa na recém-inaugurada paróquia de S. Josemaría Escrivá.

Prelado

D. Javier Echevarría chegou ao meio-dia à recém-inaugurada Paróquia de S. Josemaria Escrivá, onde concelebrou a Santa Missa com D. Gil Hellín e o pároco. Na homilia, manifestou a sua emoção “por poder celebrar a memória de um santo que passou muito tempo nesta cidade”. Comentando as leituras que a liturgia propunha, animou os presentes a “santificar” a vida corrente, pois “através do trabalho podemos encontrar Deus” e a que “saíssem ao encontro das pessoas e rezassem por todas as que encontrassem”.

D. Javier concelebrou a Santa Missa com D. Gil Hellín e o pároco, José Luis Tapia.

A igreja, inaugurada no passado dia 26 de junho, estava cheia de paroquianos que participaram com grande recolhimento na cerimônia.

Ao terminar a cerimônia, o Padre José Luis Tapia, pároco de S. Josemaria Escrivá, agradeceu a D. Javier Echevarría a sua presença em Burgos e a D. Gil Hellín por o ter convidado.

O templo, inaugurado no passado dia 26 de junho, estava cheio de paroquianos que participaram com grande recolhimento na cerimónia.

O Arcebispo de Burgos dirigiu também umas palavras aos presentes, desejando que muitos jovens e homens e mulheres de todas as idades, se aproximem mais de Deus através do trabalho que se realiza nesta paróquia.

D. Gil Hellín e D. Javier Echevarría.

Às cinco e meia da tarde, D. Javier Echevarría participou num encontro no Auditório do Fórum Evolución com fiéis e amigos do Opus Dei. Começou por recordar vários episódios da estadia de S. Josemaria em Burgos. O Fundador do Opus Dei residiu nesta cidade entre janeiro de 1938 e março de 1939 e o Prelado recordou o entusiasmo com que visitou pela primeira vez a catedral e como, a partir de Burgos, impulsionou a futura expansão do Opus Dei.

O Prelado do Opus Dei recordou vários episódios da estadia de S. Josemaria em Burgos.

O ambiente que se respirava em todos os momentos era de família e o público presente, que encheu por completo o auditório, fez várias perguntas que o Prelado foi respondendo com várias recordações e recomendações.

Ao terminar, o Prelado do Opus Dei pediu orações pelo Papa Francisco.

Ao terminar, pediu orações pelo Papa Francisco e contou que em alguma ocasião o Santo Padre lhe tinha pedido que dissesse às pessoas com quem se encontrasse que o Papa contava com o seu apoio.