Testemunhos sobre D. Álvaro del Portillo

Breves declarações extraídas de um documentário sobre D. Álvaro del Portillo, que está preparando o diretor Antonio Tormo.

Opus Dei

Cardeal Stanisław Dziwisz, Cracovia. Secretário pessoal do Papa João Paulo II.

 D. Álvaro vinha com frequência almoçar com o Santo Padre. O Papa por um lado queria conversar sobre diferentes questões e também queria agradecer a participação do Opus Dei na vida da Igreja. O que me chamava a atenção? Sobretudo a grande responsabilidade pela vida da Igreja,  pela própria Igreja, querer acompanhar todas as ações da Igreja através da oração, através da fidelidade à doutrina.

D. Carlos Amigo Vallejo. Cardeal emérito de Sevilha.

Vi um homem simples, amável, piedoso. Dessas pessoas com as que alguém fica com prazer, não se cansa de falar com ele. E portanto um mestre, um mestre de muitas coisas. Eu creio que as lições que nos deu, de saber relacionar-se com uns e com outros. De em momentos difíceis ter uma enorme serenidade... Creio que é uma lição que na Igreja temos que agradecer.

D.Carlos Amigo Vallejo. Cardeal emérito de Sevilla. Foto: ABC Sevilla

Pat Anderson. Colaboradora de D. Álvaro Del Portillo na direção do Opus Dei.

Recordo que quando ele viajou à Terra Santa, em março de 1994, quando estava pronto para sair, nos disse entre outras coisas que o Santo Padre queria que o Opus Dei fosse para o Cazaquistão. Ele nos disse: filhas minhas não sei o que vai ocorrer, necessitamos de um milagre, porém o  Santo Padre quer isso. Portanto devemos fazê-lo. É uma das tantas manifestações em sua vida de serviço à igreja.

Pat Anderson

Vittorio Messori. Escritor. Entrevistou dom Álvaro para seu livro "Opus Dei. Uma investigação".

Recordo a dom Álvaro como una figura paterna, uma figura cortês e afetuosa. Recordo-me dele como um verdadeiro sacerdote.

Vittorio Messori

Joaquín Navarro-Valls. Porta voz da Santa Sé (1981-2006).

Dom Álvaro era como uma presença contínua, como dizia antes, desde o pontificado de Pio XII até o pontificado de Bento XVI. Essa presença e a estatura moral e intelectual de dom Álvaro era uma constante da qual todos os pontificados se beneficiaram.

Joaquín Navarro-Valls

Colette Kenmogne. Empregada doméstica (Camarões).

Estou segura de que está no céu. Porque ele combateu um bom combate e nos ensinou a por o Senhor em todos os lugares, através de nossas atividades, como cume de nossas atividades. E estou segura de que hoje merece a recompensa que o Senhor preparou para todo o mundo.

Colette Kemonge

Scott Hahn. Escritor e teólogo Quando ele voou sobre Nova Iorque, viu a Estatua da Liberdade. E  quando viu a Estatua da Liberdade disse: "Agora que a vejo penso que teria que se colocar na outra costa a Estatua da Responsabilidade". Animou-nos a todos nós, os católicos americanos, que vejamos a importância de comunicar a verdade da fé...

Scott Hahn