Sulco

Em 1950 São Josemaria prometera ao leitor um novo livro -Sulco- que se publicou muitos anos depois. Sulco é fruto da vida interior e da experiência de almas do fundador do Opus Dei. Consta de mil pontos breves e está escrito com a intenção de facilitar a oração pessoal. Sulco pretende alcançar o cristão inteiro, corpo e alma, natureza e graça.

Suas obras
Opus Dei - Sulco

Em 1950, na nota a uma edição de Caminho, São Josemaria prometia ao leitor um outro libro intitulado Sulco. Na realidade saiu postumamente em 1986.

D. Álvaro del Portillo explicava na Apresentação a causa deste atraso: «Em várias ocasiões (...) esteve prestes a enviá-lo para a tipografia, mas aconteceu o que costumava dizer com palavras de um velho refrão castelhano: não se pode tocar o sino e andar na procissão. O seu intenso trabalho fundacional , a sua atividade de governo à frente do Opus Dei , a sua amplíssima atividade pastoral com tantas almas e outras mil e uma tarefas ao serviço da Igreja, impediram-no de dar uma última revisão sossegada ao manuscrito. Todavia, Sulco estava terminado – faltava ordenar numericamente as fichas e a última revisão estilística, não levada a cabo – havia tempo, inclusive com os títulos dos diversos capítulos que o integram».

Tal como Caminho, também Sulco é fruto da vida interior e da experiência de almas de São Josemaria. Consta de 1000 pontos breves e trata de diversas virtudes humanas, como o autor explica no prólogo: «Deixa-me, leitor amigo, que tome a tua alma e a faça contemplar virtudes de homem: a graça opera sobre a natureza».

«Foi escrito – recordava D. Álvaro del Portillo –com a intenção de fomentar e facilitar a oração pessoal. O seu gênero e o seu estilo não é, pois, o dos tratados teológicos sistemáticos, embora a sua rica e profunda espiritualidade encerre uma elevada teologia. Sulco pretende atingir a pessoa inteira do cristão – corpo e alma, natureza e graça – e não apenas a inteligência».

Ler o livro - www.escrivaworks.org