São Josemaria e o santuário de Torreciudad

Promovido por São Josemaria, e construído graças à ajuda de milhares de pessoas, o Santuário de Torreciudad foi inaugurado a 7 de Julho de 1975. Um novo livro recolhe a história da devoção à Virgem de Torreciudad e a sua ligação com o fundador do Opus Dei. 125 fotografias ilustram as páginas do livro.

Notícias

Promovido por São Josemaria, e construído graças à ajuda de milhares de pessoas, o Santuário de Torreciudad foi inaugurado a 7 de Julho de 1975. Um novo livro recolhe a história da devoção à Virgem de Torreciudad e a sua ligação com o fundador do Opus Dei. 125 fotografias ilustram as páginas do livro.

Promovido pelo Patronato de Torreciudad para comemorar o Centenário do nascimento de São Josemaria (1902-2002), o livro recolhe a história deste centro de devoção secular à Virgem, desde a origem da antiga ermida, no século XI, até agora, passando pela construção do novo santuário (1970-1975), que São Josemaria confiou ao arquitecto Heliodoro Dols.

Também menciona a inauguração de uma igreja dedicada ao fundador do Opus Dei em Barbastro, a sua cidade natal, a 8 de Dezembro de 2001, o primeiro templo que é dedicado a São Josemaria em Espanha. Inclui, também, uma referência à sua recente canonização a 6 de Outubro de 2002.

A preciosa e cuidada edição, reproduz cartas e outros documentos sobre a história de Torreciudad e conta com 125 fotografias de grande beleza. Os autores do livro, o historiador Martín Ibarra e o jornalista Manuel Garrido, apresentam de forma agradável as manifestações de devoção mariana que encontraram em Torreciudad.

Ao longo do livro os autores também quiseram mostrar como os anos passados desde a inauguração do santuário (7 julho 1975) confirmaram os desejos de São Josemaria Escrivá, que esperava, como tinha dito numa ocasião, "frutos espirituais: graças que o Senhor quererá dar àqueles que vão venerar a sua Santa Mãe no seu santuário. Esses são os milagres que desejou: a conversão e a paz para muitas almas".

Torreciudad é o nome de uma secular invocação mariana de Aragão. Desde o século XI venera-se a imagem românica da ermida, que agora preside no retábulo do santuário.