Santo Rosário

Numa manhã de Dezembro de 1931, depois de celebrar a missa, São Josemaria escreveu de um jato este pequeno livro. Vertia nessas páginas o seu modo de meditar os mistérios da vida de Jesus e de Maria e de recitar o terço com amor e piedade.

Suas obras
Opus Dei - Santo Rosário

Numa manhã de Dezembro de 1931, depois de celebrar a missa, São Josemaria escreveu de um jato este pequeno livro. Vertia nessas páginas o seu modo de meditar os mistérios da vida de Jesus e de Maria e de recitar o terço com amor e piedade. Foi traduzido para vinte e três línguas e conta com mais de cem edições: números que falam por si do impacto espiritual das suas páginas em milhões de pessoas de todo o mundo.

«Hei de contar a esses homens um segredo», lê-se na introdução , «que muito bem pode ser o começo desse caminho por onde Cristo quer que andem. Meu amigo: se tens desejos de ser grande, faz-te pequeno. Para ser pequeno, é preciso crer como creem as crianças, amar como amam as crianças, abandonar-se como se abandonam as crianças..., rezar como rezam as crianças. E tudo isso junto é necessário para pôr em prática o que te vou descobrir nestas linhas: O princípio do caminho, que tem por fim a completa loucura por Jesus, é um confiado amor a Maria Santíssima».

Estas páginas, de grande qualidade literária, abrem-nos a intimidade espiritual de São Josemaría e concluem com esta recomendação amigável, escrita em tom cálido e cordial:

«Meu amigo: eu te descobri uma ponta do meu segredo. Cabe a ti, com a ajuda de Deus, descobrir o resto. Anima-te. Sê fiel. Faz-te pequeno. O Senhor esconde-se dos soberbos e manifesta os tesouros da sua graça aos humildes. Não tenhas receio se, ao meditares por tua conta, te escapam afetos e palavras audazes e pueris. Jesus quer isso mesmo. Maria te anima. Se rezares assim o Rosário, aprenderás a fazer boa oração».

Ler o livro