Dom Álvaro del Portillo soube “servir à Igreja acima de tudo”

Dom Javier Echevarría foi convidado pelo Cardeal da diocese de Valência, Antonio Cañizares, e viajou a esta cidade para dar um conferência sobre o trabalho do bem-aventurado Álvaro del Portillo na elaboração do decreto Presbyterorum ordinis, do Concílio Vaticano II.

Prelado

O prelado do Opus Dei, dom Javier Echevarría, abriu em Valência o ciclo de conferências "Diálogos de Teología Almudí" com uma conferência sobre o bem-aventurado Álvaro del Portillo (Madri, 1914 - Roma, 1994) e o seu trabalho durante o Concílio Vaticano II como secretário da Comissão Conciliar do Clero. Destacou que Dom Álvaro soubre "servir à Igreja acima de tudo".

O cardeal Cañizares junto a Dom Javier monseñor Echevarría. Atrás, uma imagem do bem-aventurado Álvaro del Portillo. Foto: AVAN

Dom Javier Echevarría considerou que a Igreja procurou "a sua colaboração por sua dedicação contínua, com muitas energias e trabalho, a uma tarefa eclesial tão importante, que é a formação espiritual e humana do sacerdote".

Dom Javier afirmou que apesar de que “dom Álvaro mantinha um delicado silêncio sobre o seu trabalho no Concílio, sou testemunha da sua dedicação abnegada e constante ao encargo que havia recebido" e assim, "com frequência trabalhava até altas horas da noite. Ao mesmo tempo, essas ocupações não o levaram a diminuir a sua dedicação às tarefas do Opus Dei, na sua ajuda ao fundador como Secretário Geral".

Público que assistiu à conferência. Foto: AVAN


Fotos de Dom Javier Echevarría en Valencia (Fotografias de Guillermo Guirau)