O Prelado do Opus Dei ordenará 42 sacerdotes no próximo sábado 21

D. Javier Echevarría ordenará 42 novos sacerdotes de 13 nacionalidades durante uma cerimônia que ocorrerá na Basílica de Santo Eugênio, no próximo sábado 21. Dois dos novos sacerdotes são Javier del Castillo, mexicano, e Pablo Andrés Quintero, colombiano.

Notícias

Javier del Castillo, engenheiro eletrônico de 29 anos, pensa no valor do sacerdócio: “O mais difícil – afirma Javier – é dar-se conta de que é Deus quem atua através do sacerdote. O sacerdote é um instrumento nas mãos de Deus. Como dizia João Paulo II, é necessário buscar o rosto de Cristo, e as pessoas buscam precisamente a Cristo no sacerdote, o que exige de sua parte uma relação muito íntima, exclusiva com Deus".

Pablo Andrés Quintero estudou uma parte do curso de informática em Medellín e o restante em Bogotá. Desde pequeno desejava ser um grande atleta e inclusive ganhar os Jogos Olímpicos, mas teve que se conformar em vencer um campeonato internacional juvenil de triatlo e várias competições nacionais. “Os treinamentos – recorda – eram muito duros, tendo em conta que no triatlo se combinam três esportes: natação, ciclismo e corrida. Decidi deixá-lo porque via que não era compatível com a carreira universitária, por tudo o que requeria de tempo e preparação".

Pablo está convencido de que o Espírito Santo “soprará com especial força" no dia da ordenação e “inundará com sua graça também os familiares, para que se aproximem mais de Deus". A notícia de sua ordenação “impressionou bastante alguns colegas da universidade; vários companheiros, com quem compartilhei muitas horas de treinamento, escreveram-me logo para me felicitar e me assegurar que rezariam por mim".

Pablo Quintero

Entre os familiares e amigos que virão a Roma para a ordenação, está um colega de trabalho de Javier del Castillo, um judeu que saiu da Rússia, seu país natal, nos anos setenta. “Sendo engenheiro mecânico", explica Javier, “trabalhou comigo no projeto de palms para empresas, como as que se usam em algumas companhias de transporte, em supermercados, etc. Deu-me uma enorme alegria saber que vem a Roma para estar comigo num dia tão especial".

Dos 42 novos sacerdotes, 28 são europeus, 11 provêm do continente americano, 2 da Ásia e 1 da África. Com 27 anos, o catalão Pau Agulles, o guatemalteco Antonio Porras e o colombiano Pablo Quintero são os mais jovens, enquanto que o espanhol Fernando Aramburu, com 48 anos, é o mais velho do grupo. Os demais são: Enrique Arce, Juan Marcos Arroyo, Enriq Bonet, José Gabriel Buzzo, Enrique Cadelo, Juan Casas, Enrique del Castillo, Jesús Conceglieri, Massimo Del Pozzo, Eduardo Diez-Caballero, José Juan Eres, Emmanuel Tiambeng Esguerra, Alejandro Espinós, José A. Fernández, Sergio Fumagalli, José María Guirao, Joan Miquel Guixà, Juan Carlos Ibarra, Ignacio Izco, Pierre Raimond Jourdan, Jorge Llop, Javier Marín, José Francisco Nolla, Anthony Babafemi Ogunsanya, Juan Carlos Ossandon, José Manuel Padilla, Cristóbal Peña, Antonio Porras, Felipe Quintana, Marcelo Rojo, Giorgio Romani, Javier Sánchez, Teodorico Andan Santiago, Joaquín Sedano, Stéphane Seminckx, Javier Vega, Diego Zalbidea e Nicolás Zelaya.