Nossa Mãe Santa Maria

Mãe! - Chama-a bem alto, bem alto. - Ela, tua Mãe Santa Maria, te escuta, te vê em perigo talvez, e te oferece, com a graça de seu Filho, o consolo de seu regaço, a ternura de suas carícias. E te encontrarás reconfortado para a nova luta. Caminho, 516

Mensagem

A Nossa Mãe subiu em corpo e alma aos Céus. Repete-lhe que, como filhos, não queremos separar-nos dEla... Ela te escutará!

Sulco, 898

Diz: - Minha Mãe (tua, porque és seu por muitos títulos), que o teu amor me ate à Cruz de teu Filho; que não me falte a Fé, nem a valentia, nem a audácia, para cumprir a vontade do nosso Jesus.

Caminho, 497

Não estás só. - Aceita com alegria a tribulação. - Não sentes na tua mão, pobre criança, a mão de tua Mãe: é verdade. - Mas... não tens visto as mães da terra, de braços estendidos, seguirem os seus meninos quando se aventuram, temerosos, a dar os primeiros passos sem ajuda de ninguém? - Não estás só; Maria está junto de ti.

Caminho, 900

Permite-me um conselho, para que o ponhas em prática diariamente. Quando o coração te fizer notar as suas baixas tendências, reza devagar à Virgem Imaculada: Olha-me com compaixão, não me deixes, minha Mãe! - E aconselha-o assim a outros.

Sulco, 849

Procura a Deus no fundo do teu coração limpo, puro; no fundo da tua alma quando Lhe és fiel. E não percas nunca essa intimidade!

- E, se alguma vez não sabes como falar-Lhe nem o que dizer, ou não te atreves a buscar Jesus dentro de ti, recorre a Maria, "tota pulchra" - toda pura, maravilhosa -, para confiar-lhe: - Senhora, Mãe nossa, o Senhor quis que fosses tu, com as tuas mãos, quem cuidasse de Deus: ensina-me - ensina-nos a todos - a tratar o teu Filho!

Forja, 84

O amor à nossa Mãe será sopro que atice em fogo vivo as brasas de virtude que estão ocultas sob o rescaldo da tua tibieza.

Caminho, 492

Antes, sozinho, não podias... — Agora, recorreste à Senhora, e, com Ela, que fácil!

Caminho, 513

Confia. — Torna. — Invoca Nossa Senhora e serás fiel.

Caminho, 51

Dirige-te a Nossa Senhora e pede-lhe que te faça a dádiva — prova do seu carinho por ti — da contrição, da compunção pelos teus pecados, e pelos pecados de todos os homens e mulheres de todos os tempos, com dor de Amor.

E, com essa disposição, atreve-te a acrescentar: — Mãe, Vida, Esperança minha, guiai-me com a vossa mão..., e se há agora em mim alguma coisa que desagrade a meu Pai-Deus, concedei-me que o perceba e que, os dois juntos, a arranquemos.

Continua sem medo: — Ó clementíssima, ó piedosa, ó doce Virgem Santa Maria!, rogai por mim, para que, cumprindo a amabilíssima Vontade do vosso Filho, seja digno de alcançar e gozar das promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Forja, 161

Se estás orgulhoso de ser filho de Santa Maria, pergunta-te: — Quantas manifestações de devoção a Nossa Senhora tenho durante o dia, da manhã até à noite?

Forja, 433

Tens de entrar em colóquio com Santa Maria e confiar-lhe: — Ó Senhora, para viver o ideal que Deus meteu no meu coração, preciso voar... muito alto, muito alto!

Não basta que te desprendas, com a ajuda divina, das coisas deste mundo, sabendo que são terra. Mais ainda: mesmo que coloques o universo inteiro num montão debaixo dos teus pés, para estares mais perto do Céu..., isso não basta!

Precisas voar, sem te apoiares em nada daqui de baixo, pendente da voz e do sopro do Espírito. — Mas, dizes-me, as minhas asas estão manchadas!: barro de anos, sujo, pegajoso...

E insisti contigo: recorre à Virgem. — Senhora — repete-lhe —, mal consigo levantar vôo!, a terra atrai-me como um ímã maldito! — Senhora, Tu podes fazer que a minha alma se lance em vôo definitivo e glorioso, que tem o seu termo no Coração de Deus.

—Confia, que Ela te escuta.

Forja, 994