Funcionamento do congresso eletivo do Opus Dei

Este artigo explica o processo de eleição de um novo prelado no Opus Dei, seguindo três fases: a reunião plenária da Assessoria Central, O Congresso geral eletivo e a nomeação pelo Santo Padre.

Governo
Opus Dei - Funcionamento do congresso eletivo do Opus Dei Cúpula da Igreja Prelatícia de Santa Maria da Paz (Roma).

O processo começa quando o vigário auxiliar da prelazia - se houver; se não o vigário geral - convoca a data para o início do Congresso geral eletivo, antes de passarem três meses do início da vacante. Há três fases: a reunião plenária da Assessoria central, a realização do Congresso geral eletivo, e a nomeação do prelado pelo Santo Padre.

a) Reunião plenária da Assessoria central

- O pleno do conselho para as mulheres da prelazia, chamado Assessoria central, começa a sua reunião em Roma com uma missa do Espírito Santo na igreja prelatícia de Santa Maria da Paz, para colocar os trabalhos sob o Seu amparo.

- Informam-se os nomes dos sacerdotes que reúnem os requisitos para o cargo de prelado.

- Cada membro da Assessoria central deposita em uma urna um envelope com o nome ou os nomes dos sacerdotes que considera mais adequados para o cargo de prelado. As propostas são livres e secretas.

- A urna é levada depois à sede onde será realizado o Congresso geral eletivo.

b) Congresso geral eletivo

- O Congresso também começa com uma missa do Espírito Santo

- A seguir começam as sessões propriamente ditas. O secretário do COngresso lê uma por uma as propostas dos membros do pleno da Assessoria central. Deste modo, os eleitores votam tendo em conta os indicados pelo organismo de governo central das mulheres.

- Quem for eleito deve manifestar se aceita, ou se em sua opinião, existem obstáculos graves que o impeçam de aceitar o cargo.

c) Nomeação pelo Santo Padre

- Depois de realizada a eleição, o eleito solicita a confirmação - ele mesmo ou através de outra pessoa - ao Santo Padre.

- Confirmada a eleição e realizada a nomeação pelo Papa, o Congresso eletivo torna pública a eleição e nomeação do prelado, que começa a desempenhar as suas funções.


Imagem em alta qualidade do gráfico completo (JPG)

Congresso geral

- A seguir, os membros do Congresso se reúnem durante vários dias para a designação dos integrantes do Conselho geral, nomeados pelo prelado para ajudá-lo no governo da Prelazia. Consta de: vigário auxiliar - se o Prelado nomeou -, vigário geral, vigário secretário central, pelo menos três vice-secretários, um delegado de cada região da prelazia, prefeito de estudos e administrador geral. Deles, só os vigários devem ser sacerdotes.

- Realiza-se depois o Congresso geral das mulheres para designação dos membros da Assessoria central, que tem uma estrutura similar ao Conselho geral.

- Finalmente, os congressistas examinam o estado da prelazia e das atividades apostólicas. As propostas são estudadas em sessões plenárias, que determinam as diretrizes para o governo da prelazia durante o período de oito anos que começa até o próximo Congresso geral ordinário.