Falecimento do Cardeal Paulo Evaristo Arns Arcebispo Emérito de São Paulo

No dia 14 de dezembro de 2016 às 11h45, faleceu o Cardeal Paulo Evaristo Arns, Arcebispo Emérito de São Paulo, depois de 95 anos de serviço generoso a Deus e ao próximo.

Notícias
Opus Dei - Falecimento do Cardeal Paulo Evaristo Arns Arcebispo Emérito de São Paulo Dom Paulo Evaristo Arns, completou 50 anos de sua ordenação episcopal em julho deste ano.

"Comunico, com imenso pesar, que no dia 14 de dezembro de 2016 às 11h45, o Cardeal Paulo Evaristo Arns, Arcebispo Emérito de São Paulo, entregou sua vida a Deus, depois de tê-la dedicado generosamente aos irmãos neste mundo.
Louvemos e agradeçamos ao “Altíssimo, onipotente e bom Senhor” pelos 95 anos de vida de Dom Paulo, seus 76 anos de consagração religiosa, 71 anos de sacerdócio ministerial, 50 de episcopado e 43 anos de cardinalato." Com estas palavras dom Odilo comunicou aos fieis a dolorosa notícia do falecimento de Dom Paulo.

O Papa Francisco quis unir-se ao pesar da Arquidiocese de São Paulo:

"Recebida com grande pesar a notícia da morte do venerado irmão Cardeal Paulo Evaristo Arns, venho exprimir –lhe a si e bispos auxiliares, ao clero, comunidades religiosas e fiéis da Arquidiocese de São Paulo, bem como à família do falecido, meus pêsames pelo desaparecimento desse intrépido pastor, que no seu ministério eclesial se revelou autêntica testemunha do Evangelho no meio do seu povo, a todos apontando a senda da verdade, na caridade e do serviço à comunidade em permanente atenção pelos mais desfavorecidos.

Dou graças ao Senhor por ter dado à Igreja tão generoso pastor e elevo fervorosas preces para que Deus acolha na sua felicidade eterna este seu servo bom e fiel, enquanto envio a essa comunidade arquidiocesana que chora a perda do seu amado pastor e à Igreja do Brasil, que nele teve um seguro ponto de referência, e a quantos partilham esta hora de tristeza que anuncia a Ressurreição, uma confortadora bênção apostólica. Francisco P.P"

D. Paulo celebrou uma Missa de ação de graças pela canonização de São Josemaria em 2002.

O vigário do Opus Dei no Brasil, Mons. Vicente Ancona também manifestou o agradecimento dos fiéis da prelazia a D. Paulo:

"Todos nós do Opus Dei temos uma eterna dívida de gratidão a D. Paulo, por quem oferecemos sufrágios nestes momentos, recomendando-nos à sua intercessão. Com sua vênia e sua bênção foram abertos numerosos Centros do Opus Dei em São Paulo. Acolheu carinhosamente o Fundador do Opus Dei, quando São Josemaria veio a São Paulo em junho de 1974, com quem teve um encontro memorável na Cúria Metropolitana. Foi o primeiro Cardeal do mundo a celebrar uma Missa de ação de graças pela canonização de São Josemaria, no próprio dia da cerimônia em São Paulo. Nos meus inúmeros encontros com ele, para mantê-lo informado do andamento do apostolado da Prelazia do Opus Dei na Arquidiocese de São Paulo, sempre encontrei palavras de incentivo. Nossas conversas sempre eram conduzidas por ele para temas espirituais. Ensinou-me a recitar a Liturgia das Horas com cantochão, o que procuro fazer até hoje."

MONSENHOR VICENTE ANCONA LOPEZ - Vigário Regional da Prelazia do Opus Dei no Brasil (publicado no site http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,confir...).