Descobri em que consiste a aventura da família

Peter Prünte, Alemanha

Testemunhos

Há uns anos atrás, tinha um conceito naturalista da família. Nem sequer punha o problema de formar uma, e não conseguia meter essa realidade na minha vida, nem como possibilidade pessoal, nem como instituição.

É certo que através dos meus pais tinha conhecido o modelo de uma família cristã, em que se professava fidelidade mútua, mas no meu interior tinha-me afastado tanto da fé, que, quanto muito, tinha simpatia pelas ideias filosóficas de Sêneca, que conhecera por leituras no colégio.

Esta filosofia de vida mudou quando entrei em contacto com o Opus Dei. Depois, a minha própria decisão de constituir uma família com a minha esposa Julia foi decisiva para descobrir em que consiste realmente a aventura da “família”. Uma aventura para a qual são tão apropriadas as palavras de Nosso Senhor a Pedro: “Duc in altum” (Mar adentro), que relaciono muito com São Josemaria, pois usava-as muito na sua pregação.

A parte principal da aventura começa quando contemplo como vão crescendo os nossos cinco filhos, que nasceram uns depois dos outros e nos quais vejo um presente de Deus aos pais. Tinha e tenho o privilégio de ver nas crianças criaturas de Deus que não são nossas, mas que pertencem unicamente ao Senhor, e pelas quais eu, como pai, tenho o privilégio de ser responsável.

“Nas minhas conversas com tantos casais, insisto em que, enquanto viverem eles e viverem também os seus filhos, devem ajudá-los a ser santos, sabendo que na terra ninguém será santo. Não faremos mais que lutar, lutar e lutar.

- E acrescento: Vós, mães e pais cristãos, sois um grande motor espiritual, que manda aos vossos filhos fortaleza de Deus para essa luta, para vencer, para que sejam santos. Não os defraudeis!” (Forja, 692).

O meu desejo mais íntimo é que todos os nossos filhos levem uma vida que seja digna de um cristão. E que através da sua vida possam oferecer a luz da fé, por sua vez, a muitos outros seres humanos, convertendo-se assim em maravilhosos multiplicadores daquilo que nós, fortalecidos pelos ensinamentos de São Josemaria, podemos transmitir-lhes.