Começa o processo eletivo do prelado com a reunião da Assessoria central do Opus Dei

Na manhã de hoje começou em Roma o processo previsto para a eleição e nomeação do prelado do Opus Dei, com a primeira reunião do pleno do Conselho para as mulheres da prelazia, chamado Assessoria central.

Comunicados para imprensa e declarações
Opus Dei - Começa o processo eletivo do prelado com a reunião da Assessoria central do Opus Dei

Na manhã de hoje começou em Roma o processo previsto para a eleição e nomeação do prelado do Opus Dei, com a primeira reunião do pleno do Conselho para as mulheres da prelazia, chamado Assessoria central. O procedimento para a eleição termina com a confirmação e nomeação do novo prelado, feita pelo Santo Padre.

O primeiro dia começou com a Missa do Espírito Santo na igreja prelatícia de Santa Maria da Paz, para colocar os trabalhos deste dias sob a sua proteção

O primeiro dia começou com a Missa do Espírito Santo na igreja prelatícia de Santa Maria da Paz, para colocar os trabalhos deste dias sob a sua proteção. Durante a homilia, Mons. Fernando Ocáriz explicou que começa "uma nova página na história do Opus Dei. O Espírito Santo é o primeiro protagonista: Ele infunde a caridade em nossos corações e enche-nos de alegria". Da mesma forma, seguiu "pedimos ao Espírito Santo que acompanhe o novo Padre, para que guie a Obra com fidelidade plena à Igreja e ao espírito que são Josemaria transmitiu".

Na Assessoria, cada membro formulou uma proposta com o nome ou nomes daquele ou daqueles sacerdotes congressistas que considera mais adequados para o cargo de prelado.

Em uma entrevista recente, Isabel Sánchez (Secretária central da Assessoria) explicava: "Não tenho a menor dúvida de que a nova Assessoria central fará o possível por segui-lo e apoiá-lo. Além disso, será uma alegria trabalhar seguindo o Papa Francisco e junto de tantas outras instituições da Igreja, para anunciar a mensagem do Evangelho em qualquer ambiente, convivendo com todos, com respeito, com desejo de serviço, com um trabalho honesto".

Em todo este processo - a reunião do pleno da Assessoria e do congresso eletivo - participam 194 fiéis do Opus Dei: 94 sacerdotes e 100 leigos. São pessoas com mais de 32 anos de idade, com no mínimo 9 anos de incorporação à prelazia. Foram nomeados entre os fiéis dos vários países em que o Opus Dei desenvolve o seu trabalho apostólico.