«Caminho», entre os cristãos de Havana

“Pedi ao Senhor que não me deixasse morrer sem antes voltar a ter esse livro em minhas mãos”, relata uma mulher idosa em Havana, Cuba. Uma nova "História sobre o Caminho".

Testemunhos
Opus Dei - «Caminho», entre os cristãos de Havana Foto: Silvia Sala

Num pequeno povoado próximo de Havana, um paroquiano propôs ao pároco projetar um vídeo intitulado Inspirados para amar, sobre a mensagem de São Josemaria. Reuniu-se um grupo de trinta pessoas no salão paroquial. Gostaram tanto que, ao acabar, o sacerdote pronunciou umas breves palavras, muito comovido pelo que tinham visto.

Uma senhora mais velha comentou que ela “já conhecia esse Padre”; enquanto tirava do seu bolso um papel muito amarrotado, onde estava escrita uma lista de números contou o seguinte:

- “Estes são os números dos pontos Caminho que mais me ajudaram, há muitos anos, quando uma pessoa me emprestou o livro. Eu o li inteiro, mas tive de devolvê-lo. Por isso anotei os pontos que me motivaram para converter-me à fé católica. Pedi ao Senhor que não me deixasse morrer sem antes voltar a ter esse livro em minhas mãos”.

Poucos dias depois recebeu de presente um exemplar de «Caminho».