Apresentação da edição comentada de “Caminho”

Em novembro foi publicada a tradução ao Português da edição comentada do primeiro livro de São Josemaria: Caminho. Durante o lançamento, Mons. Vicente Ancona Lopez, vigário do Opus Dei no Brasil, explicou algumas das características do livro. Oferecemos algumas ideias da sua palestra.

Bibliografia e ensaios
Opus Dei - Apresentação da edição comentada de “Caminho”

O livro foi apresentado no Rio de Janeiro dia 06 de dezembro, e em São Paulo no dia 16 de novembro.

No evento de São Paulo, Mons. Vicente começou o encontro referindo-se ao impacto desta obra na vida pessoal de cada um dos assistentes: "Todos os que nos reunimos aqui na noite de hoje temos em comum o amor por Caminho. Poderíamos até nos denominar o clube dos amigos de Caminho. Penso que vários de nós podemos dizer com sinceridade: foi o livro mais marcante da minha vida! O livro que eu mais amei!"

"Para nós Caminho é isso e mais do que tudo isso, também porque é um livro diverso, no sentido que é um convite a um compromisso pessoal na vida do espírito. Se alguém me perguntar: 'Quantas vezes você apanhou Caminho e leu ou manuseou?' Desde 1965, quando aos 16 anos comprei o livro sem dúvida milhares de vezes."

"Vários de nós sabemos muitos pensamentos de cor, citamos de cor. Numa palestra, numa meditação quando alguém cita Caminho nós gostamos, se estávamos distraídos prestamos atenção. Porque tem a ver conosco e nos atinge. Como ocorre com os clássicos, mesmo tendo sido escrito em circunstâncias históricas bem determinadas faz quase 80 anos, o livro tem atualidade perene e universalidade. Seus pensamentos são contemporâneos para milhões de pessoas nos cinco continentes que vivem em contextos culturais diversos."

A seguir, Mons Vicente se referiu à gênese do livro, descrita com detalhes nesta edição comentada. "Pedro Rodriguez narra que, ao ler os cadernos espirituais de São Josemaria, ia surpreendendo os pontos de Caminho na sua nascente e nos confirmou aquilo que ele e muitos leitores já intuíam: que cada uma das 999 unidades que compõem Caminho tem vida própria, sua história e contextos e circunstâncias muito diferentes."

"Como o leitor de Caminho já suspeitava, muitos pensamentos são autobiográficos. Fala de alguém na terceira pessoa, mas na verdade está abrindo o seu coração. Outros pontos são histórias de pessoas, episódios significativos da vida de algum dos dirigidos de São Josemaria, ou mesmo fatos comuns atrás dos quais São Josemaria vê algo de alcance insuspeitado à primeira vista."

"Como estamos num Ano Mariano eu queria concluir dizendo que a edição comentada extravasa de doutrina mariana. A edição nos traz textos ou comentários marianos de São Josemaria até agora inéditos, que Pedro Rodriguez publica para ajudar a aprofundar e compreender melhor algum ponto de Caminho. Essa convicção de São Josemaria e essa piedade amorosa e filial são latentes em todas as páginas de Caminho.