"A força motora do trabalho apostólico"

Na Jornada Mundial da Juventude em Madri, uma jovem Russa perguntou a D. Javier o que significa ser numerária auxiliar. E ele respondeu: ”Significa ser a força motora do trabalho apostólico em todo o mundo.”

Outros recursos

- Padre, olá; me chamo Sveta, sou russa, venho de Tula, no sul de Moscovo. Queria dizer-lhe que nasci num país Ortodoxo, mas encontrei Deus através da Igreja Católica. A minha mãe quis batizar-me em três ocasiões, mas acontecia sempre qualquer coisa que a impedia. À medida que crescia passei a querer ser eu a decidir por mim própria se queria ser ou não batizada. Há dois anos e meio, quando me mudei para Moscovo, fui a um concerto de órgão na Catedral. À saída vi um aviso sobre aulas de catecismo, e nesse outono decidi ir e comecei as aulas em dezembro. Simultaneamente conheci pessoas de Yantar, o Centro do Opus Dei em Moscovo. Comecei a frequentar atividades no Centro, que me ajudaram muito na minha vida espiritual e a aprofundar no conhecimento de Jesus Cristo. Fui batizada no dia 10 de Janeiro de 2010. Este ano, ao mesmo tempo que estudava no último ano do meu curso, trabalhei também na Administração. É um trabalho que eu simplesmente adoro fazer e, através dele, compreendi perfeitamente que a Obra é uma família. Padre, embora eu goste imensamente do meu curso, decidi dedicar-me ao trabalho da Administração e há nove dias pedi a admissão como Numerária Auxiliar. Padre, estou verdadeiramente feliz, mas foi uma decisão difícil de tomar e penso que deve haver outras garotas que ainda não descobriram como este tipo de trabalho é maravilhoso. Pode explicar-nos o que significa a "Administração" no Opus Dei?

[D. Javier] - Minha filha, não esqueças que este aplauso, sim, é para ti, mas é, em primeiro lugar, para Deus, que nos permitiu chegar a esse país amadíssimo, a Rússia, através das orações de S. Josemaria. Quanto rezou ele pelo teu país, quanto rezou ele por ti! Em união com a sua vontade, estou certo que iremos de São Petersburgo a Vladivostok e fazer um apostolado maravilhoso do qual sairão não só muitas numerárias auxiliares, mas também numerárias, adscritas e supernumerárias, imensas, porque há tantas pessoas excelentes na Rússia, que deram testemunho da sua fé em tempos muito difíceis.

Posso dizer-te que nos começos, em 1946, quando havia apenas 8 ou 10 Numerárias Auxiliares, o nosso Padre chamou três delas para irem para Roma, e estavam na Obra só há cinco ou seis meses. Vendo o seu sentido de responsabilidade e como diziam que sim continuamente a Deus através do seu trabalho de atendimento da casa, disse-lhes, com toda a simplicidade e sinceridade: “Quando tiver doze como vós estenderei a Obra por todo o mundo."

A importância das numerárias auxiliares nas Administrações é vital. É verdade que o Opus Dei é uma família, uma família em que nos amamos realmente, e damos a nossa vida para servir os outros. Com isto não penseis que estou a fazer um louvor ao Opus Dei. É a Deus que estou a louvar. O Opus Dei é de Deus, não é criação dos homens e das mulheres. Mas Ele deu-nos este espírito de aprender a amar todos os dias, de aprender a servir todos os dias, e deu-nos esse trabalho da Administração, que é tão maravilhoso como o modo como Deus veio à terra, através de Maria, nossa Mãe. Ele escolheu vir à terra através de um lar, o lar de Maria, que estava totalmente dedicada a Deus e ela tornou-se santa, não numa cidade como a tua, Tula, no sul de Moscovo, mas numa povoação muito menor. Mas sabia que servindo esse Deus que se tinha tornado um menino, com fé, a redenção se ia realizar, porque lho tinham dito na Anunciação.

O trabalho da Administração é vital para o Opus Dei. Se fizeres esse trabalho com fidelidade, esse trabalho pelo qual estamos todos muito agradecidos, ele será a força motora da expansão que queremos constantemente para a Obra. Sê muito fiel, minha filha. És das primeiras russas do Opus Dei, por isso sê muito fiel e tem consciência de estar entre as primeiras. O Senhor escolheu-te para que com a tua vida o Opus Dei se possa edificar em Moscovo e em todas as cidades da Rússia e em todas as cidades do mundo. Que maravilhoso é saber que nada se perde, minhas filhas. Até a coisa menor das nossas vidas, se a fazemos com Deus, é sobrenatural e transcendente, e é ajuda e apoio para o mundo inteiro.

Vi S. Josemaria, num pequeno recanto, em Roma, a fazer trabalhos equivalentes aos da Administração, limpando, carregando coisas; e esse trabalho, feito com amor, era já a expansão com que sonhava e que agora se torna realidade. Por isso sê muito fiel, minha filha, muito fiel, e pensa que as mulheres que se dedicam ao trabalho de Administração são uma joia, uma joia preciosíssima na coroa de Deus que é a Igreja, da qual o Opus Dei é uma parte. Sem a Administração não podíamos fazer nada, não podíamos servir a Igreja. É um tesouro de oração, um tesouro de vida e um tesouro de trabalho, que não tem substituto. Por isso reza, por favor reza por todas as Administrações em todo o mundo, para que continuem a criar o nosso ambiente de lar.